Competências

Processos Produtivos

Soluções para maior eficiência em processos produtivos, levando-se em consideração elementos como custo, tempo e acompanhamento da produção.

Projeto completo de novas fábricas

Com foco em Projetos de Fábrica, a Fundação CERTI desenvolveu uma sistemática própria que detalha todas as etapas de implantação, desde o desenvolvimento de Estudos de viabilidade e Projeto conceitual, resultados sobre mercado, definição de produtos a serem fabricados, tecnologias a serem utilizadas e níveis de produção esperados durante a manufatura até o Projeto executivo completo de unidades fabris, incluindo implantação e acompanhamento de obras, estudo da cadeia produtiva, produtos a serem manufaturados e custos de produção e operação da planta, desenho do layout da fábrica, tecnologias a serem utilizadas e níveis de produção esperados durante a manufatura. A CERTI utiliza ainda os modelos de contratuais do FIDIC (Fédération Internationale des Ingénieurs-Conseils) para planejar, coordenar e gerenciar Projetos de Fábrica, acrescentando boas práticas adotadas internacionalmente na execução de obras civis.

Desenvolvimento Integrado de processo para novos produtos

Desenvolvimento passo a passo do processo de manufatura de novos produtos, de forma a acelerar a introdução de tais produtos no mercado, auxiliar empresas de maneira sistêmica e ágil, diminuir o “Time to Market” e proporcionar o desenvolvimento do processo produtivo já na etapa de desenvolvimento do novo produto através da integração das engenharias. Consideram-se etapas de Análise de Projeto, Análise de Montabilidade (DfA), desenvolvimento do fluxograma de montagem, estudos de tempos e métodos, desenho detalhado de novas linhas de montagem (incluindo bancadas, movimentação, ferramentas/equipamentos necessários e layout) e detalhamento das instruções de montagem ou folhas de processo.

Desenvolvimento do Processo de Manufatura
Todas as atividades de desenvolvimento de processos produtivos para novos produtos são baseadas em engenharia simultânea, lean manufacturing e nas melhores práticas e processos de garantia da qualidade. O desenvolvimento conta com especialistas nos principais processos envolvidos, desde análise de projeto até a confecção das instruções de montagem.

Transferência de Processos Fabris (NPI - New Product Introduction)
O processo oferecido pela Fundação CERTI consiste no desenvolvimento de sistemática de transferência de parâmetros dos processos de maneira ágil a assertiva. Pode-se trabalhar em conjunto com o desenvolvimento de introdução de novos produtos ou, ainda, em casos de introdução de novas tecnologias aos processos fabris existentes no cliente. A grande vantagem está no fato de que não é necessário utilizar a linha de produção do cliente para desenvolver um novo processo produtivo, reduzindo-se substancialmente o tempo para setup e possíveis ajustes de processo.

Design for eXcelence para novos produtos (DFM e DFA)
A CERTI oferece uma série de rotinas e serviços relacionados ao desenvolvimento de novos produtos com o olhar voltado às boas práticas de manufatura, garantindo que o projeto, a fabricação de peças e a manufatura do produto ocorra com o mínimo de defeitos possível.

DFM: Técnica de análise baseada em regras de projeto que envolvem a capacidade de manufatura de peças. O objetivo é encontrar características de projeto que impossibilitem a manufatura da peça ou que causem defeitos durante este processo.

DFA: Similar à análise DfM, esta é aplicada ao processo de manufatura/integração do produto, prevenindo que a montagem apresente defeitos sistêmicos.

Desenvolvimento integrado de processo para produtos eletrônicos

Desenvolvimento passo a passo do processo de manufatura eletrônica, visando acelerar a introdução de um novo produto no mercado, auxiliando empresas de maneira sistêmica e ágil diminuindo o “Time to Market” de seus produtos. Consideram-se etapas de Análise de Projeto, Desenvolvimento de Processo, Aplicação de Pasta de Solda e Adesivos, Inserção de Componentes, Soldagem (Refusão, Onda e Seletiva) e Aplicação de revestimento conformável (Conformal Coating).

Desenvolvimento do Processo de Manufatura Eletrônica
Desenvolvimento passo a passo do processo de manufatura eletrônica, visando acelerar a introdução de um novo produto no mercado para auxiliar empresas de maneira sistêmica e ágil e diminuir o “Time to Market” de seus produtos. Todas as atividades de desenvolvimento são baseadas em engenharia simultânea, lean manufacturing e as melhores práticas e processo e garantia da qualidade. Mesma história do “Desenvolvimento do Processo de Manufatura” acima. O desenvolvimento conta com especialistas nos principais processos envolvidos na montagem de produtos eletrônicos: aplicação de pasta de solda e adesivos, montagem de componentes, soldagem (refusão, onda e seletiva), acabamentos como revestimento conformável ou potting e integração de produtos.

Transferência de Processos Fabris (NPI - New Product Introduction)
O processo oferecido pela Fundação CERTI consiste no desenvolvimento de sistemática de transferência de parâmetros dos processos de montagem de placas eletrônicas. Pode-se trabalhar em conjunto com o desenvolvimento de introdução de novos produtos ou, ainda, em casos de introdução de novas tecnologias ou encapsulamentos, tais como: BGAs, PoPs, 01005, flip-chip, entre outras. A grande vantagem ao cliente está no fato de que não é necessário utilizar sua linha de produção para desenvolver um novo processo produtivo, reduzindo-se substancialmente o tempo de utilização da linha principal para setup e possíveis ajustes de processo.

Design for eXcelence de placas e produtos eletrônicos (DFM, DFA, DFT e DFI)
Desenvolvimento de produtos que visam garantir que uma placa eletrônica seja projetada, fabricada, montada e testada com o mínimo de defeitos possível. Aproveita-se ao máximo a estrutura do fabricante da PCB e da montadora.

DFM: Técnica de análise baseada em regras de projeto que envolvem a capacidade de manufatura da placa de circuito impresso. O objetivo é encontrar características de projeto que impossibilitem a manufatura da placa ou que causem defeitos durante este processo.

DFA: Similar à análise DfM, esta é aplicada ao processo de montagem da placa eletrônica. Contando com uma base com mais de 16000 regras, esta análise automatizada previne que placas apresentem defeitos sistêmicos devido à capacidade da montadora.

DFT: Compreendem um conjunto de regras que visam facilitar e maximizar a cobertura de teste e inspeção da placa eletrônica. Placas que tenham seguido regras de DfT e DfI são mais flexíveis e podem ser testadas e inspecionadas em diferentes cenários, não deixando a solução de teste compartilhado muito dependente de uma única técnica. Além disso, a adoção de regras DFT tem um forte impacto no custo da solução de teste, principalmente na montagem de fixtures para ICT/MDA.

DFI: Adequação da placa eletrônica para que nela se apliquem diversas técnicas de inspeção automáticas, tais como AOI, SPI, AXI.

Desenvolvimento de estratégias de teste e inspeção para PCBs
Desenvolvimento de estratégias de inspeções automáticas e testes de produção de placas eletrônicas a partir de: análise das oportunidades de defeito das placas; definição da estratégia de testes; análises de DfT; elaboração do Caderno de Requisitos de Testes de Produção e avaliação de potenciais fornecedores.

Adequação RoHS de produtos eletrônicos
Adequações de projetos e processos de manufatura eletrônica à diretiva RoHS para atingir, principalmente, o mercado externo, adequando produtos eletrônicos não conformes e garantindo novos processos sem aumento do percentual de falhas devido à alteração de materiais.

Otimização de Processos Existentes

A Fundação CERTI aplica técnicas para a otimização de processos industriais existentes, através de ferramentas de análises avançadas e utilizando metodologias de desenvolvimento de processos. A equipe de engenharia familiarizada com o estado da arte da manufatura analisa integralmente as inúmeras possibilidades de reconfiguração de processos e implantação de melhorias, com foco em indicadores de produtividade, capacidade de processos, confiabilidade, redução de custos, visando alcançar a excelência nos termos da manufatura avançada.

Soluções para a manufatura e integração de produtos tecnológicos

Neste contexto a Fundação CERTI apresenta soluções na forma de desenvolvimento de processo, realizadas concomitantemente ao desenho do produto e ao desenvolvimento da garantia da qualidade do processo e baseadas nas melhores práticas da manufatura enxuta. Entre as atividades desenvolvidas, destacam-se: análise da montabilidade (DfA), desenvolvimento do fluxograma de montagem, estudos de tempos e métodos, desenho detalhado da linha de integração (incluindo bancadas, movimentação, ferramentas/equipamentos necessários e layout) e detalhamento das instruções de montagem ou folhas de processo. Os desenvolvimentos focam em um melhor retorno de investimento associado à produção e podem incluir também estudos de automação de processos e desenvolvimento do sistema de gerenciamento do chão de fábrica (PIMS). Este tipo de projeto pode ser desenvolvido na forma "turn-key", em que, após a validação da linha de montagem e integração através de uma produção piloto, o cliente recebe a linha montada com equipe capacitada, pronta para a produção.