Comunicação

Fapesc divulga lista das 300 ideias selecionadas para 2ª fase do Sinapse da Inovação

17/11/201718:07:26

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) divulgou nesta sexta-feira, 17/11, a lista das 300 ideias selecionadas para a segunda fase do programa Sinapse da Inovação em Santa Catarina. Nesta sexta edição, 1.791 propostas de negócio foram submetidas por 4.074 participantes – provenientes de 113 municípios catarinenses –, superando os números registados na edição anterior, em 2016, quando 1.719 ideias foram inscritas no portal durante o processo de seleção. Confira aqui a lista com as 300 ideias selecionadas.

A Fapesc aportará até R$ 60 mil em recursos para cada uma das 100 empresas selecionadas para a etapa final do programa. Além disso, o Sinapse vai oferecer bolsas de auxílio aos empreendedores: cada projeto poderá solicitar uma bolsa por 12 meses. Participantes com nível de graduação receberão valor mensal de R$ 2,5 mil, e com mestrado, de R$ 3,5 mil. Com as bolsas, o recurso a ser disponibilizado pela Fapesc gira em torno de R$ 10 milhões.

Das 300 ideias que seguem no processo, a grande maioria corresponde à temática Tecnologia da Informação e Comunicação (102). Outras temáticas como Tecnologia Social (50), Gestão (34), Eletrônica (33), Mecatrônica (27), Biotecnologia (22), Química e Materiais (13), Design (11) e Nanotecnologia (8) também foram contempladas nas propostas.

Quanto à origem das ideias, 90 são da Grande Florianópolis, 64 da região Norte do estado, 53 do Oeste, 34 do Vale do Itajaí, 30 da região Serrana e 29 do Sul do estado. No total, as ideais são provenientes de 45 municípios catarinenses. As cidades com maior número de ideias selecionadas foram Florianópolis (78), Joinville (46), Lages (26) e Chapecó (20).

Dos proponentes aprovados para a segunda fase, 33% são pós-graduados, 20% possuem ensino superior completo, 10% fazem algum curso de pós-graduação e 29% estão na graduação. Também apresentaram ideias pessoas com formação técnica (2%) e nos níveis médio (4%) e fundamental (2%). Entre as 300 ideias selecionadas, 91 foram submetidas por estudantes, professores e pesquisadores vinculados a 17 instituições de ensino.

Os autores das 300 ideias selecionadas deverão agora submeter um projeto de empreendimento. Durante essa fase, as equipes terão acesso a capacitações com grandes especialistas acerca de diversos pontos essenciais ao sucesso de uma startup: captação de investimento, desenvolvimento do produto, formação da equipe empreendedora, modelo de negócios, gestão e estratégia empresarial, inovação e tecnologia, dentre outros. As proposições serão novamente avaliadas e aproximadamente 200 passam à terceira e última fase, quando os empreendedores precisam enviar um projeto de fomento.

Sobre o Sinapse da Inovação

Criado em 2008 pela Fundação CERTI, que desde então tem operado o programa, o Sinapse da Inovação busca transformar e aplicar as boas ideias geradas por estudantes, pesquisadores e profissionais de diferentes setores do conhecimento e econômicos em negócios de sucesso. Para isso, são oferecidos recursos e capacitação técnica aos participantes do programa. Desde sua primeira edição, o Sinapse já destinou aproximadamente R$ 30 milhões em recursos por meio da Fapesc.

Voltar ao índice